Seguir

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Expedição Brasil até Alaska - Diário do dia 12 a 16/04/2017

10 - Diário do dia 12 a 16/04/2017

Seguimos pela rodovia CA-05 até Tegucigalpa, capital de Honduras. Até próximo a capital estava ruim, mas depois a situação mudou. A rodovia está impecável. Falam muito em uma rodovia que vai ligar o Caribe ao Pacífico, e de fato estão trabalhando muito para isso. Pois, constatamos que o país está em obras. Outros viajantes que passaram por aqui no passado, devem ter reclamado bastante sobre as condições das estradas.
Posso afirmar até aqui, que todos os países que visitamos estão passando por grandes transformações, muitas obras. Na Nicarágua percebi muitas escolas novas e em reformas. Creio que para mudar uma Nação, um dos principais focos tem que ser pela educação. Com educação, fica tudo mais fácil.
Vamos tocando a nossa viagem. Continuamos pela rodovia CA-05 até a bifurcação com a rodovia CA-54, que vai para a cidade de Peña Blanca e passa pelo Lago de Yojoa. Um lago muito lindo. Assim resolvemos procurar um lugar pelo aplicativo IOverlander e encontramos a Finca Las Glórias. Lugar muito bonito onde muitos passam o dia e outros alugam suas cabanas. É à beira do lago, tem marina, piscinas, restaurantes, passeio a cavalos e muitas outras atividades. Tem lugar para camping, pois muitos viajantes passam por aqui. Ficamos dois dias e botamos novamente a casa em ordem. Em função da altitude e a beira do lago, a temperatura é bem agradável e tem sempre uma brisa. O custo também não é caro, pois tem muitas opções e o valor é de L$ 200,00(duzentos Lempiras) por dia. Equivalente ao câmbio do dólar de ontem USD$ 8,19(oito dólares, dezenove cents). Comparado com os campings do Brasil, muito barato!!!
Outra coisa, para quem viaja e muda constantemente de país, a troca de moedas é uma loucura. Precisa-se de um tempo, ou uma ida ao supermercado para ter uma ideia de valor das mercadorias. O combustível diesel é barato, também comparando com o que pagamos nos Brasil. Mais caro que o Brasil no diesel, só a Argentina. Isso que somos produtor de petróleo. Esses países em sua maioria importam os combustíveis e ainda é mais barato. Bem, esse é outro assunto longo em que não faltam explicações para A ou B, onde todos buscam argumentos para fundamentar o que praticam. E nós simples mortais, pagamos o preço.
Hoje, quinta-feira Santa, fomos almoçar no restaurante da Finca Las Glória e resolvi tomar uma cerveja. Solicitei uma cerveja de Honduras e o garçom indicou uma com o nome muito interessante: “SALVA VIDA”. A cerveja até que era muito boa.
No dia seguinte, fomos visitar um parque próximo ao lago onde nós estávamos, distante apenas 14 km pela mesma rodovia CA-54, cujo o nome é Cachoeira Pulhapanzank, onde tem um rio baixo onde as pessoas tomam banho, e uma cachoeira maravilhosa. Tem lugar para estacionamento, quiosque para alugar, cabanas, restaurantes, camping tudo com muita sombra. Resolvemos ficar uma noite. No dia seguinte, continuamos pela esburacada CA-54 até o cruzamento com a CA-05. A CA-05 está um pouco melhor até a cidade de Chamelecon e ali saímos desta rodovia e pegamos a CA-4 uma lástima, cheia de buraco (aqui chamam de poço) até a cidade de La Entrada. Nesta cidade pegamos a CA-11 até a cidade Copán Ruinas. Pensas que melhorou, que nada, mudou o nome da rodovia, mas os buracos continuaram fazendo com que a viagem de 228 km demorasse uma eternidade. Antes da cidade fica o parque arqueológico de Copán Ruinas. Passamos ali primeiro para saber, horário de funcionamento e ter uma pequena ideia de como funcionam, para que no dia seguinte visitarmos. Em seguida, procuramos no IOverlander um lugar para ficar, pois o Posto da Texaco não permitia passar a noite e precisamos de um lugar seguro para passar a noite e também para quando formos visitar o parque. O lugar mais adequado neste momento foi El Bosque Hotel, com luz, agua e internet por L 120,00(cento e vinte lempiras) que dá o equivalente a R$ 16,00(dezesseis reais) por dia. Preço muito bom!!!
Depois de instalados, fomos a pé até ao centro da cidade que é tombada pela Unesco, para visitar. Muito bacana, como muita gente na rua, turistas de todas as partes, com bares e restaurantes. O Hotel fica umas 3 quadras do centro histórico e a 1km do Parque Arqueológico. No centro não dá para ir de MH, pois tem um portal com abertura de somente 2,90 metros de altura. Até aqui, foi a única cidade histórica que visitamos a ter um portal que não permitisse a nossa entrada.
Tomamos o nosso café da manhã e rumamos para as ruínas. A caminhada muito tranquila e + ou – uns 1,200 metros. Chegamos cedo, e o sol já estava a todo vapor, mas deu para percorrer todo o parque, pois tem muitas árvores e é um lugar muito agradável. Este foi o nosso primeiro contato com a civilização Maya. Ficamos impressionados com a magnitude, engenharia e a inteligência para fazer toda esta cidade. Ainda há muito para descobrir e estudar. Tiramos muitas fotos e vai ser difícil selecionar para que vocês possam entender como viveram estes Maias de Honduras. Voltamos a pé novamente para o nosso MH já passando do meio dia para fazer o nosso almoço e descansar. Final da tarde fomos para a cidade Copán Ruinas para visitar o Museus Digital, parceria da cidade com a Universidade do Japão, e ver em 3D as dimensões da cidade história. Valeu muito a pena. Depois fomos na praça jantar comida mexicana. Estava bom demais! Ao regressar vimos uma moto movida a gás de cozinha. Nunca tinha visto algo igual. Muito estranho, pois o botijão de gás fica na frente. A moto já é econômica, ainda mais movida a gás de cozinha. Incrível!

Amanhã vamos seguir pela CA11 até El florido na fronteira com Guatemala. Mas isso eu conto no próximo post.




Cataratas Pulhapanzak em San Buenaventura 


Cataratas Pulhapanzak em San Buenaventura 

Cataratas Pulhapanzak em San Buenaventura 

Amigos na Cataratas Pulhapanzak em San Buenaventura 

Cataratas Pulhapanzak em San Buenaventura 

Cidade de Copán Ruínas

Moto movida a Gás de Cozinha

De Guasaule ao Lago Yojoa

Hotel el Bosque na cidade de Copán Ruínas

Lago Yojoa - Finca Las Glórias

Lago Yojoa - Finca Las Glórias

Cerveja Salva Vida

Amigos no Lago Yojoa - Finca Las Glórias

Lago Yojoa - Finca Las Glórias

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas

PN Copán Ruínas



2 comentários:

  1. Gostaria muito de poder desfrutar estes lugares como vocês estão fazendo, como dizem por aí "é um sonho de consumo". Felicidades estar conectado com vocês Valquiria e Raul um forte abraço

    ResponderExcluir
  2. Raul e Val !!!!, Quanta coisa interessante no caminho!, Esses lugares já estavam nos planos ,ou alguma coisa foi encontrada poe indicaçao.
    Aqui acompanhamos o trajeto pelo google e vamos conhecendo as estradas e lugares com mtas fotos,mas nada se compara a narrativa de quem passa por isso.

    ResponderExcluir